sexta-feira, 9 de abril de 2010

Mangá...Conde Cain

Oi gente...

Inicialmente gostaria de pedir desculpas pela ausência do post na segunda feira...eu tenho tentado falar com a Nina, mas ate agora eu não consegui. Acredito que foi um problema de internet.

Agora ao meu post... Eu fiz uma pequena enquete, até para poder saber sobre o que mais vocês querem saber. Ganhou Mangas. Preciso ser franca, faz tempo que não leio mangas novos, então irei falar sobre o meu favorito e não tão atual manga lindo e maravilhoso, Godchild ou Conde Cain, escrito pela Kaori Yuki.

Um pouquinho da autora... Primeira coisa simplesmente impressionante é o traço dela. São lindos e ricos em detalhes. Uma coisa interessante, é que as historias dela se baseiam geralmente em trabalho de épocas, século 17 ou 19... e ela sempre tem o cuidado de adequar o figurino com o trabalho.
História dessa incrível moça. Elas nasceu em Tókio no dia 9 de dezembro, estranhamente o ano não é publicado. Estreou em 1987 com Natsufuku no Elly na revista Hana To Yume. Desde esta data a autora mantém uma produção constante e, sem se prender a um formato, tem criado histórias curtas, com um volume apenas, e longas sagas como Angel Sanctuary que teve 20 tankoubons encadernados.



Agora vamos a uma sinopse rápida do manga em questão, Conde Cain ou Goldchild . A historia se passa no século 19 e conta a historia de um grande Conde que é apenas um adolescente e que tem um exótico hobby de colecionar venenos. Conforme o manga vai andando ve-se que isso na verdade é algo tradicional da família.
O jovem Cain, ou conde dos venenos, tem outro estranho hobby, resolver assassinatos. Principalmente, aqueles que acontecem dentro da sua família, e sem com a ajuda do seu fiel mordomo Riffael. Logo nos primeiros mangas, mostra o quanto Riff é legal ao seu mestre, pois ambos se conheceram na infância de Cain quando esse era espancado toda noite pelo pai. Ate que um dia, o jovem Cain resolve matar o pai... e o manga corre ao redor da seguinte incógnita... Cain matou realmente o pai?

Uma coisa importante de realçar é que as historias da Kaori Yuki geralmente tem uma mensagem implícita.... Nessa não poderia ser diferente. Contudo, para não estragar a alegria de se ler, não irei revelar. Apenas os deixarei bem curiosos.... Será que consegui?


Infelizmente meu post vai chegando ao fim... Antes de terminar gostaria de dizer que aquela pequena sinopse da vida da Kaori Yuki foi retirada do blog Sns (http://mundo-do-shoujo.blogspot.com/2010/01/biografia.html).

Espero ver todos vocês aqui na próxima sexta feira. Agradeço pelos comentários postados no post passado e nesses que virão.

Beijos Mari.

3 comentários:

  1. Ebaa! Quero ler esse!
    Pq como disse antes me deixou mega curiosa x.x'

    ResponderEliminar
  2. 'o' Eu conheçoo!

    Tenho um volume desses, chama "A Julieta Esquecida"

    Como eu não li desde o primeiro, não entendi direito XP

    ehehehhe~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "A Julieta Esquecida" É o primeiro

      Eliminar

Seguidores