segunda-feira, 19 de abril de 2010

A criança roubada



Oi gente,

Pois é.. Hoje é segunda e não é meu dia. Infelizmente eu me enrolei sexta feira e acabou que não houve post. Eu estava tentando fazer algo diferente sobre maquiagem. Fiz um tutorial e tudo com vídeo e coisas escritas, mas no final não consegui editar o vídeo no aqui em casa, então deixarei para uma próxima vez.

Bom, fazendo bem em cima da hora... resolvi falar da maior paixão da minha vida. Livros. Como tudo foi meio rápido demais, pegarei sobre um livro que eu gosto, mas serei um pouco mais sucinta que o normal!

Depois de muito olhar a minha prateleira me decidi por falar de um livro diferente... Seu titulo é “ A criança roubada”. Escrito por Keith Donohue, esse foi seu primeiro romance. Não é um Best seller... mas é muito bom e foi traduzido para mais de 20 paises diferentes.

O interessante dessa historia é que ela é de época. Começa quando ainda existiam arvores perto das casa e termina com as construções dos incríveis condomínios americanos.

Começando a historia. Ela não é um romance, e sim um livro de filosofia mascarado de ficção. Tudo acontece por causa das fadas. Sim, você leu certo... Fadas. Essas não são como os livros descrevem, são crianças com centenas de anos, mas que permaneceram com a sua aparência jovem. Elas vivem em bandos nas florestas esperando por uma criança infeliz aparecer perto do bosque. Quando aparece uma criança infeliz, o grupo passa a observar essa criança e aprender tudo sobre ela, ate que um ela é seqüestrada e a fada mais velha adquiri a forma da criança e passa a viver a vida dela.

Temos como criança infeliz, Henry que foge de casa por ciúmes das irmãs gêmeas e a perda de um biscoito que queria muito. Ele se sente infeliz por ter que dividir a atenção com as pequenas irmãs. As fadas começam a observá-lo. O mais velho troca de lugar com Henry e este passa a ser uma fada na floresta. A grande confusão começa ai... E minha sinopse irá parar aqui. Não quero estragar o livro.

A leitura é um tanto que complicada, pois o autor faz algumas observações de costumes da época ou pensadores famosos. Contudo, é muito valido ler. Mostra o verdadeiro significado da palavra ‘aceitação’. Algo que eu vejo cada vez mais nas pessoas em si mesmas...

Espero que tenham gostado da dica. E espero com muita sinceridade, consegui para semana que vem o post com algo sobre Moda.

Então fiquem ligados...
Beijos Mari

4 comentários:

  1. Que bacana! 'o'
    Uma história diferente, éé~
    Parece ser legal =DD
    o/

    ResponderEliminar
  2. Olá! Vim dizer que vc foi premiado(a) por mim pelo Dardo Awards. Para saber mais entre no post do meu blog:

    http://marycagnin.blogspot.com/2010/05/dardos-award.html

    ResponderEliminar
  3. Fiquei curioso pra ler esse livro...
    fadas/crianças... biscoito :P
    rs

    mas...
    Abandonaram o blog =(

    ResponderEliminar
  4. to lendo esse livro e ele é extremamente otimooo... mto bom, super recomendo :)

    ResponderEliminar

Seguidores